Notícias

24 de Setembro de 2021

Sicredi é responsável por quase metade das operações de crédito rural no Plano Safra 2020-2021 no RS

 

Parceira do agronegócio há mais de 115 anos, a instituição financeira cooperativa é a primeira em contratações no Estado

 

O Sicredi, uma das instituições que mais fomentam o agronegócio gaúcho, encerrou o Plano Safra 2020/2021, com mais de 127 mil operações realizadas no Rio Grande do Sul, o que corresponde a aproximadamente 45% todas as contratações de crédito rural do Estado. Em volume concedido, o valor liberado foi de quase R$10 bilhões. Já o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), representou 73% do total de operações liberadas pelo Sicredi. “O Sicredi é a primeira instituição financeira em número de operações de crédito rural no Rio Grande do Sul, o que demonstra que os valores concedidos chegam a um maior número de produtores rurais, reforçando nosso compromisso com o apoio ao setor. Também no Plano Safra 2020-2021, tivemos um aumento de 26% no volume liberado em comparação ao ciclo anterior. Estes resultados mostram a força do Sicredi como uma instituição financeira cooperativa muito próxima de seu associado, buscando o desenvolvimento local sustentável e a melhoria da qualidade de vida”, explica o vice-presidente da Central Sicredi Sul Sudeste, Márcio Port.

 

Plano Safra 2021/2022

 

Reforçando sua posição como uma das instituições financeiras que mais concedem crédito ao agronegócio no Brasil, o Sicredi já registrou a contratação de mais de R$ 4,8 bilhões em crédito rural no país, apenas no primeiro mês do Plano Safra 2021/2022. O valor é 51% maior do que o registrado no mesmo período de 2020 e supera a média de alta verificada no mercado, que registrou aumento de 16% do valor contratado por produtores rurais, segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). “Com o desempenho apresentado neste início de novo ciclo do Plano Safra, o Sicredi tem uma representatividade de 18% das contratações realizadas no país em julho. Isso significa que existe um interesse muito grande do produtor rural em buscar inovação, melhorias e investimento para seus negócios”, conclui Port. Em nível nacional, o Sicredi é, hoje, a segunda maior instituição financeira em crédito rural. No ano-safra 2020/2021, liberou um volume de R$ 29,1 bilhões aos produtores.